Reciprocidade

                       I.

                       Não sei o que mais me encantou primeiro:
                       se foi a sua simplicidade de ser;
                       a sua facilidade incrível de me fazer sorrir,
                       a sua capacidade de aconselhar
                       ou a sua forma atenciosa de me perceber.

                       Tão longe, mas tão perto.
                       Eis uma afinidade adorável.
                       Eis uma reciprocidade admirável.

                       II.

                       Uma reciprocidade para uma vida.
                       (Que seja eterno enquanto dure?, desafia Vinicius de Moraes...)

                       Uma reciprocidade para ser aproveitada.
                       (Afinal, o tempo não para, alerta Cazuza...)

                       Uma reciprocidade do nosso jeitinho.
                       (Porque, apesar de qualquer alerta, 
                       temos o nosso próprio tempo, recorda Renato Russo...)
                       
                       Só sei que é uma reciprocidade que vale a pena.

Escrito por Aline Goulart

Para você, querido C.M.

Lar

(...)

abraçar
é (tr)oca

: moradia 
da afetividade 
recíproca.

Escrito por Aline Goulart
(Dia do abraço)

Vida

A vida é o que é.
Difícil, comovente,
desafiadora, bonita,
inquietante, valiosa,
finita, plena, atemporal,
com muitos sorrisos,
com muitas lágrimas,
com uma porção de nãos,
com um punhado de sins,
com um pouco de tudo,
com muito de nada...
Viver é um não saber constante;
uma incerteza misturada com sonhos;
um misto de sentimento com razão
e razão com sentimento;
uma perplexidade de situações
com uma variedade de escolhas...
Viver, às vezes, é uma lógica sem sentido
e, noutras, tem sentido com muita lógica.
É uma tremenda confusão e emoção.
Um caos que vive, de certa forma, 
em plena harmonia.

Escrito por Aline Goulart

❋ Layout e conteúdo por Aline Goulart.
❋ Todos direitos reservados © 2012-2017.
| Voltar para o topo ▲ |