Primeiras impress√Ķes

O livro Orgulho e Preconceito √© a obra mais aclamada da escritora Jane Austen, n√£o s√≥ no Reino Unido como em todo o mundo, e tem sido, volta e meia, adaptada para o cinema. √Č, com certeza, uma obra-prima no mundo liter√°rio. √Č a apaixonante hist√≥ria de Sr. Darcy e Srta. Elizabeth Bennet que, √† primeira vista, n√£o t√™m uma boa opini√£o um do outro, no entanto, no decorrer do enredo, acabam descobrindo que estavam totalmente enganados.

Toda essa introdu√ß√£o √© para tratar sobre o assunto das primeiras impress√Ķes. Afinal, o livro da Jane serviu de inspira√ß√£o para este tema. Ali√°s, First Impressions, “Primeiras Impress√Ķes”, foi o t√≠tulo originalmente dado pela autora a esta obra. O tema central do livro √© totalmente aplic√°vel aos dias atuais (e, acredito que em todas as √©pocas da humanidade).

Atire a primeira pedra quem nunca julgou pela capa, pelas primeiras atitudes e pelas primeiras palavras. Gostamos de analisar e, logo em seguida, proferir as primeiras impress√Ķes. Geralmente, estas primeiras opini√Ķes s√£o bastante taxativas e imperativas. N√£o deixamos o tempo mostrar quem √© quem. 

Grande erro! Com certeza, muitas dessas primeiras impress√Ķes, n√£o permitiram que uma bela amizade acontecesse ou, ainda, que um grande romance viesse √† tona. Em contrapartida, quantas pessoas se ludibriaram com os encantos das primeiras impress√Ķes? √Äs vezes passamos uma vida inteira ao lado de pessoa sem conhec√™-la profundamente. Imagina julgar uma pessoa pela primeira vista? √Č correr um grande risco de se enganar, n√£o √© mesmo? 

Eu j√° fui julgada. Provavelmente voc√™ j√° foi julgado. E n√≥s j√° julgamos √† primeira vista. Quem j√° n√£o teve um amigo que, inicialmente, olhando pela capa diria que era um esnobe, que tinha um jeitinho de ser bem chatinho ou que parecia uma pessoa nem um pouco confi√°vel? Por√©m, com o desenvolver das rela√ß√Ķes, acabou se tornando uma pessoa muito especial? 

Ao contr√°rio tamb√©m j√° aconteceu. Achar que a pessoa era mega fofa e sincera. Amizade que pediu a Deus. Por√©m, entretanto, foi uma grande decep√ß√£o. Nos relacionamentos amorosos do mesmo modo. Pessoas que pareciam ser uma coisa, se tornaram outra. Isso n√£o aconteceu s√≥ comigo ou com as pessoas que compartilharam as suas hist√≥rias comigo. Aconteceu com muitas e muitas pessoas (e, provavelmente, com voc√™). As primeiras impress√Ķes s√£o somente primeiras impress√Ķes, mas h√° pessoas que julgam como fossem as √ļltimas.

Portanto, ser√° que “as primeiras impress√Ķes s√£o as que ficam”? Pode ser que sim ou pode ser que n√£o. Por√©m, o mais importante a ser feito √© n√£o se precipitar. Nem para o lado negativo. Nem para o lado positivo. Muito menos julgar na base do achismo. Deixar o barco correr. Sem se jogar de cabe√ßa no mar do seu achismo. Mesmo que um dia voc√™ descubra que a sua primeira impress√£o estava correta, pelo menos voc√™ fez a coisa certa. N√£o julgou sem saber. Por isso, deve-se conhecer. Analisar bem. Dar tempo ao tempo. Que, sem sombra de d√ļvida, a resposta vir√°.  

Escrito por Aline Goulart

6 coment√°rios :

  1. Lindo...um dos primeiros livros que ganhei....magnifico como a Jane Austin nos envolve com seus personagem nos transcendendo √† realidade... Sr. Darcy inesquec√≠vel com sua conduta e a Eliza sempre impulsiva com suas palavras e a√ß√Ķes...gsto do jeito dela,,,um pouco parecida cmg...rsrsrs'


    Lindo post...
    Bjs flor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza é um dos meus livros prediletos.
      Sr. Darcy é muito amor, risos. Encantada!

      Excluir
  2. Aline, excelente postagem. Na atualidade a mídia leva a gente a pré-julgar e dependendo do peso da influência de quem pré-julga, a situação pode ficar definitiva ou não. Então nós, conosco, devemos seguir a importante orientação da Aline e não termos pressa para termos um bom resultado.
    Beijos
    Manoel

    ResponderExcluir
  3. Aline, eu vi esse filme junto com a minha m√£e.

    Confesso que fiquei morrendo de ódio do Sr. Darcy no começo do filme rs... Acabei também julgando o coitado.

    √Č os relacionamentos est√£o cheios de surpresa...

    Ah, postei a m√ļsica do meu irm√£o pra voc√™ ouvir l√° no blog. Espero que goste. bjsssss

    ResponderExcluir
  4. Line

    N√£o assisti, mais adorei a dica.
    A primeira impressão as vezes é a que marca.
    Mas só conhecemos alguém mesmo qdo passamos conviver.

    tenha um lindo fds =)

    ResponderExcluir
  5. Sabe, eu tive inf√Ęncia, e assisti Shrek. At√© hoje √© um dos meus filmes favoritos. E a Fiona falou uma coisa interessante no filme: "a gente n√£o deve julgar as pessoas antes de conhec√™-las." O que pode levar anos. Voc√™ t√° certa. J√° dizia o ditado: quem v√™ cara, n√£o v√™ cora√ß√£o. Santa sabedoria popular.
    Beijos, moça bonita.

    P.S: n√£o sou f√£ da Austen, mas nem por isso Orgulho e Preconceito deixa de ser um livro incŇēivel (:

    ResponderExcluir

Layout e conte√ļdo por Aline Goulart.
Todos direitos reservados © 2012-2017.
| Voltar para o topo |