Micro Conto II

Sinto falta de tudo. 
Inclusive de quem eu era ao seu lado. 
Tu eras a fonte do meu novo jeito de ser.
Eu era puro amor. 

O tempo passou...
O tempo o levou...
O tempo transformou...

Hoje, 
eu me chamo Saudade.

Escrito por Aline Goulart

Escrito ao som de My Immortal da banda Evanescence.

14 comentários :

  1. Boa tarde Aline.. palavras tão belas quanto o som desta banda que muitas mentes conquistou.. falamos e sentimos saudade quando no fundo deveríamos ser neutros para com ela que acaba sendo um apego a algo em nossas vidas.. bjs e até sempre

    ResponderExcluir
  2. Tu escreves muito bem sempre!Gosto muito de te ler!bjs praianos,chica

    ResponderExcluir
  3. Saudade... nos lembra de coisas que foram boas e que não nos pertence mais.. eh por isso que martela tanto..
    Lindas palavras, Aline.
    Bjus

    ResponderExcluir
  4. Ah a saudade,incrível como coisas tão simples como um almoço de domingo podem nos despertar tanta saudade.E como é incrível pelo fato de estarmos ao lado de alguém nos sentimos melhores e tudo parece ficar mais leve e mais fácil.
    Uma ótima semana!!!
    Beijosss

    ResponderExcluir
  5. Line

    Sdd é um sentimento delicado, chega sem bater na porta e ás vezes chega pra ficar.
    Visitante indesejado por vezes rs...

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  6. Amiga, quanto tempo não passo por aqui? Estou até com vergonha pelo sumiço, mas você sabe que a minha vida andou de pernas para o ar. Que layout mais lindo. Cada vez você se supera mais. Está muito lindo o seu cantinho.
    A saudade é o meu nome já faz um tempão. Ela é uma convidada indesejada que só faz a gente lembrar daquilo que não temos mais. Você escreve muito bem.
    Prometo não ficar tão sumida assim.
    Beijocas

    ResponderExcluir
  7. Senti uma dorzinha no peito ao lembrar dessa saudades que ta morando aqui. :/

    http://www.novaperspectiva.com/

    ResponderExcluir
  8. Hás de perdoar-me que eu assim o diga, mas só se termina a leitura de teus poemas com o olhar parado, olhando ou não olhando lá para dentro de nossas vidas, e pensando que de alguma forma teus poemas fomos ou somos nós. Não sei se o disse direito. Queres que o repita? Quem é que se chama saudade, que um dia se não tenha chamado puro amor? Bellissimo. Beijosssssss

    ResponderExcluir
  9. Oi Aline
    A saudade é algo que permanece sempre. a gente precisa adormecê-la para poder viver outras experiências de vida. Só assim mesmo. Se deixar ela nunca vai embora e nos prende de uma forma impressionante.
    bjsss

    ResponderExcluir
  10. As coisas boas têm tendência a desaparecer...
    Haja esperança...
    Gostei do teu poema, é magnífico.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  11. Para ser chamado saudade é preciso que algo tenha sido vivido tão plenamente, tão bonito e cheio de amor.

    Que lindo Aline, fiquei pensando nas minhas saudades.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. E como é bom sentir saudade... mesmo com algumas gotas de tristeza no peito. Outras de alegria...
    Tocante escrito, Aline.
    Beijo

    ResponderExcluir
  13. Essa saudade é daquelas que dá e fica :/

    ResponderExcluir
  14. Engraçado foi eu ler esse post depois de uma conversar sobre a saudade que eu sinto de como eu era estando com um certo alguém.

    Adorei.

    ResponderExcluir

Layout e conteúdo por Aline Goulart.
Todos direitos reservados © 2012-2017.
| Voltar para o topo |