Brevidade

(...) 

de saudade em saudade, 
aprende o coração 
que a vida é feita de brevidade,
eis uma lição

porém, o coração incansável
indaga sem hesitar:
se a brevidade é um fato incontornável,
por que a saudade brinca de eternizar?

Escrito por Aline Goulart

10 comentários :

  1. A saudade é com o tempo a nossa inconformidade.
    GK

    ResponderExcluir
  2. Lindo e a saudade brinca mesmo...Sempre presente! bjs, chica

    ResponderExcluir
  3. Oi Aline, que lindo seu blog.

    Adorei suas poesias!

    Obrigada pela mensagem lá no bloguinho.

    Uma linda semana pra você!

    Beijos,
    Fê
    http://naocorradacorrida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Bom dia querida Aline...
    a saudade ensina e muito..
    tem de ser dosada para a gente não sofrer..
    muitos sofrem com ela e sempre indagados no amor que não foi amor.. mas tudo é aprendizado não é..
    adorei o poema e as rimas.. beijos meus e até sempre

    ResponderExcluir
  5. E enquanto a saudade brinca de eternizar, o coração se faz de valente pra vida então tocar adiante...

    Bjo de luz,
    Aline

    ResponderExcluir
  6. oi Line

    tem sdd que parece se eternizar...

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  7. Isto é o que eu escrevi, que prefiro-te em poemas intimistas! Outro dia, comentando com duas amigas e um amigo, todos excelentes poetas, referi-me a ti e mais algumas pessoas que possuem esse dom inefável. Sobre ti, concordaram comigo no grande poder de teus temas intimistas!
    Há um paradoxo molto bello nessa saudade que brinca de eternizar nossas brevidades. Talvez, se assim pudéramos dizer, houvesse uma maldade maior em tais ações: a maldade de nos convencer, corpo e alma, da eternidade com que brinca conosco, naquilo que precisávamos nos acostumar que não volta mais. Beijossssssss

    ResponderExcluir
  8. Deve ser algum tipo de regra: Algumas saudades vão durar para sempre. e ponto.
    http://maybe-i-smiled.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Taí uma boa pergunta. Algumas saudades parecem perdurar eternidades. E se tudo é breve, a saudade deveria balancear e ser igualmente curta.••● @ emilie

    ResponderExcluir
  10. Justamente por ser o coração incansável... e querendo ser preenchido pelo objeto da saudade. Mas algumas são eternas, de fato.

    ResponderExcluir

Layout e conteúdo por Aline Goulart.
Todos direitos reservados © 2012-2017.
| Voltar para o topo |