Pausa

(...)

estou vivendo 
às margens 

para ganhar um 
novo fôlego

e uma primordial
resistência 

para poder seguir 
- com toda força e coragem -  
contra as correntezas da vida.

Escrito por Aline Goulart

9 comentários :

  1. Uma pausa para prosseguir firme e forte. Atitude sábia e necessária ao longo da vida.

    Mais um poema magnífico escrito pela minha poetisa preferida.

    Adoro-te!
    Beijos e mais beijos.

    ResponderExcluir
  2. Pausas são necessárias! Fazem bem! bjs, chica

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pelas palavras deixadas no meu "Ortografia". Passarei aqui outras vezes.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. 'Às margens' é a grande resposta para a necessidade de pausa da vida ou na vida. Afastar-se, silenciar-se, 'diminuir-se' no campo de visão das pessoas é a única resposta viável para reflexões serenas, profundas, sem distrações ou impedimentos.
    É uma imagem extraordinária e um poema extraordinário. Como tudo que tu tocas, como tudo que tu pensas, como tudo em que te revelas. Beijosssssssssss

    ResponderExcluir
  5. Há que seguir sempre com a nossa vida em frente!! Há que encarar a nossa vida sempre com um sorriso!! Tudo de bom para ti,é o que eu desejo!!

    ResponderExcluir
  6. E as correntes da vida às vezes são muito fortes e nem sempre favoráveis...

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  7. Estou precisando de uma pausa para recarregar as minhas energias, Li. Mais um poema seu que me serve.

    Poema singelo, lindo e sábio.

    Bjos, Si.

    ResponderExcluir
  8. E como precisamos desse tempo à margem de tudo para recuperar esse fôlego. Belo poema!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Pausas são necessárias... para fazermos das fraquezas, forças... para prosseguir os nossos caminhos...
    Mais um post incrível, por aqui!
    Bjs
    Ana

    ResponderExcluir

Layout e conteúdo por Aline Goulart.
Todos direitos reservados © 2012-2017.
| Voltar para o topo |