Presságio

E a dor 
que habita agora 
no meu peito, 
não faça morada! 

Que o presságio 
seja verdadeiro: 
que tudo na vida 
passa. 

(...) 

Que passe logo, 
então!

Escrito por Aline Goulart

10 comentários :

  1. Que blog cheio de sutilezas. Adorei cada detalhe.
    Se a dor não for passageira NÓS acabamos por ser. Há de passar toda dor.
    Há de passar...

    www.reticenciando.com

    beijos

    ResponderExcluir
  2. Até pode passar...mas ficam as marcas...

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderExcluir
  3. Só o tempo é o remédio para estas dores de peito...

    Dias serenos e amenos, Aline...

    ~~~ Beijinhos ~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde, a dor causada pela desilusão é marcante por muito e muito tempo, o futuro com bem estar ajuda a esquecer, excelente e puro poema.
    Boa semana,
    AG

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde Aline,
    Felizmente os dias ruins e sufocantes,
    sempre passam...
    Boa semana. Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Um poema cheio de singeleza. A dor não fará morada. Há alegrias à espreita...
    Uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. O tempo tudo cura Aline.

    Coragem!

    Um beijinho e boa semana

    ResponderExcluir
  8. Tudo passa!
    O que é menos bom... também nunca dura para sempre... ficam as aprendizagens...
    E são os momentos ruins, que nos fazem dar o devido apreço aos bons...
    Bjs
    Ana

    ResponderExcluir
  9. O grito de desespero é esse. Mas esse momento que passa, verifique bem, carrega também coisas boas, às vezes imperceptíveis ou às vezes sufocadas. Só abra mão do tempo irremediável. Poesia linda! Acabaram meus elogios. Vou na loja comprar uns novinhos para fazer pra você. Beijo

    ResponderExcluir

❋ Layout e conteúdo por Aline Goulart.
❋ Todos direitos reservados © 2012-2017.
| Voltar para o topo ▲ |