Incompreensões

§ 

um dia, 
quem sabe, 
eu venha 
compreender 
o sentido 
disso tudo 

hoje, 
só me restam 
dúvidas.

Escrito por Aline Goulart

8 comentários :

  1. Eu tenho essa impressão de que a ignorância é também uma dádiva. Às vezes é melhor não saber e levar a dúvida. Pesa menos. Quando a gente sabe demais, em certos casos, cansa. Não sei se consegui me expressar direito... mas é por aí.

    Você sempre me deixando filósofa dentro das minhas próprias ideias.

    Saudades, Aline.

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jaya, se expressou muito bem. E, por sinal, fiquei filosofando sobre o que você disse aqui. Também estou com saudades. Em breve, vou no seu lindo blog.

      Um ótimo fim de semana.
      Beijinhos.

      Excluir
  2. Ter dúvidas. Tantas vezes é o que mais temos, Aline. A dúvida leva-nos a pensar, o que é bom...
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente visão sobre as ditas dúvidas.

      Uma ótima semana.
      Beijinhos.

      Excluir
  3. E a verdadeira sabedoria... reside na dúvida!...
    Nunca queira ter certezas, Aline!... A certeza, a respeito de algo... implica estagnação... e a vida... é pura dinâmica, em qualquer direcção...
    Beijinhos! Feliz semana!
    Ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente visão sobre as ditas dúvidas também. Estou adorando a participação de todos.

      Uma ótima semana.
      Beijinhos.

      Excluir
  4. Desde que aprendi que festa e solidão andam juntas no mesmo salão, eu não mais tive certezas Aline.
    E esta inquietação me leva a ver mais, buscar mais fugindo até o achismo de bem fala na postagem atual.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Toninho! Excelente ponderação.

      Beijinhos.

      Excluir

● Layout e conteúdo por Aline Goulart.
● Todos direitos reservados © 2012-2018.
| Voltar para o topo |